96 447 64 22
 info@innerways.pt
Av. Duque D'Ávila, 28 - Sala 508
Saldanha | Lisboa

Psicóloga | Iva do Carmo

A infância é uma fase significativa na estruturação da personalidade e do funcionamento mental e relacional. Daí que seja importante que pais, cuidadores e educadores estejam particularmente atentos à forma como a criança vai expressando o seu sofrimento nesta fase do seu desenvolvimento, nomeadamente nas seguintes situações: dificuldades ao nível da aprendizagem e da adaptação escolar, medos significativos e recorrentes, dificuldades na separação dos pais, isolamento, agressividade, irritabilidade fácil, problemas alimentares, perturbações do sono, dificuldades no controlo da urina e das fezes, depressão.

O encaminhamento precoce e um acompanhamento especializado adequado podem prevenir importantes sequelas no desenvolvimento da criança.

Num primeiro momento, o psicólogo reúne-se com os pais e/ ou cuidadores da criança, procurando avaliar e compreender o que é mais preocupante, a partir dos diferentes pontos de vista e das diferentes relações. São abordados e pensados com o terapeuta os motivos que levaram os pais/cuidadores a procurar a consulta, procurando-se compreender as suas dificuldades e as da criança, para se definir qual a estratégia de intervenção mais adequada. O psicólogo pensará com os pais/cuidadores o que será mais benéfico e indicado na sua situação. Habitualmente, agenda-se uma segunda sessão, na qual o psicólogo se encontra com a criança e conversa com ela sobre as suas dificuldades. No seguimento destas primeiras sessões, poderá revelar-se, então, a necessidade de sugerir uma avaliação psicológica para aprofundar e clarificar algum aspecto mais específico que precisa de ser investigado ou prossegue-se para uma psicoterapia individual com a criança.

A psicoterapia com a criança consiste essencialmente em facilitar o seu desenvolvimento emocional e relacional, ajudando-a igualmente nos contextos em que se encontra envolvida e nos quais sente dificuldades. Utilizam-se o brincar, o jogo e o desenho, como formas facilitadoras de expressão do seu mundo interior, nomeadamente, das suas dificuldades.

O acompanhamento psicoterapêutico tem, habitualmente, uma frequência semanal, com duração de 45 minutos, podendo o número de sessões ser estabelecido previamente ou ter um fim em aberto, consoante a singularidade de cada situação. Compreensivelmente, irão surgindo dúvidas e preocupações aos pais/cuidadores ao longo do processo. Assim, sensivelmente uma vez por mês (ou sempre que se justifique), o psicólogo agenda uma sessão com os pais (somente com os pais ou na presença da criança), possibilitando um espaço onde podem falar sobre as suas questões e preocupações e onde se conversa sobre os progressos da criança.
 

Para quem | Crianças

Duração da Sessão | 45 minutos

Periodicidade | A frequência da consulta pode ser de 1 a 2 sessões por semana

Preçário | Consulte aqui

Marcações e Contactos | Consulte aqui